terça-feira, 22 de novembro de 2016

Não. Os veganos não estão acabando com a biodiversidade.


Não. Os veganos não estão acabando com a biodiversidade.

Por Dizy Ayala

De tempos em tempos, essa questão volta à tona como uma tentativa de diminuir o comprometimento de vegetarianos e veganos quanto a um consumo consciente na preservação do meio ambiente e dos outros seres que habitam o planeta.

O fato é que quando publicações são editadas e posteriormente compartilhadas, elas tem a necessidade de fundamentação teórica para amparar seus argumentos. Do contrário, passa a ser meramente especulação e ou uma opinião pessoal sem base científica. É o caso da referida publicação que afirma que por mais que queiram veganos estão matando animais ao comer vegetais.

Matéria aqui http://imgur.com/a/rsRNF

Eis porque Paul Watson saiu do Greenpeace. Quando a visão torpe ambientalista traz esse tipo de argumento sem ao menos considerar que culturas como a soja e o milho tem 70℅ da produção destinada para ração de animais.

Que 70℅ da pesca predatória, de arrasto, que está varrendo os oceanos, tem seus peixes destinados para ração para o gado. A infâmia de alimentar vacas com peixe.

E que o que tem matado a vida selvagem são, em grande parte, os pesticidas usados nessas plantações, pois contaminam pequenos roedores que são as presas dos selvagens. Bem como a caça. Na exploração do marfim, por exemplo, que está levando os elefantes à extinção, bem como nas fazendas, onde pumas e grandes felinos tem sido abatidos para não ameaças os rebanhos.

Já participei de discussões do tipo, com presença de ambientalistas e não, os veganos não estão acabando com a biodiversidade.

Saiba mais em O que tem a dizer o homem que já foi vice-presidente do Citibank
 e hoje dedica sua vida e riqueza à causa animal
Philip Wollen, economista, ex vice-presidente do Citibank, profundo conhecedor do sistema de Comodites. Hoje, filantropo australiano, já foi patrocinador de diversas ONGs, tais como: Greenpeace, Sea Shepherd, Wilderness Society, Lawyers for Animals. Financiou a produção do filme A Trilogia dos Terráqueos.

OCEANOS, A INDÚSTRIA PESQUEIRA E A 6ª ERA DA EXTINÇÃO

http://acaopelosdireitosdosanimais.blogspot.com.br/2016/02/oceanos-industria-pesqueira-e-6-era-da.html 
Todos os dados aqui apresentados tem como fonte declarações de Philip Wollen e o  documentário Racing Extinction (Oceanic Preservation Society) apresentado pelo Discovery Channel.

                                               Orgânicos, Bee or not be?
Levantamentos atuais informam que até mesmo animais selvagens como raposas, pumas e até antílopes (no hemisfério norte) tem morrido intoxicados pelo veneno contido em plantas e nas suas presas.

Recomendo assistir à recente e primorosa produção de Leonardo DiCaprio quanto a questões ambientais, ele que hoje é embaixador da ONU, vegano e militante pela reversão dos efeitos das mudanças climáticas, através do consumo consciente.




Dizy Ayala
Blogueira, Revisora, Escritora, Vegana.
Defensora dos Direitos dos Animais, 
Formanda em Publicidade e Propaganda - 
Universidade do Vale do Rio dos Sinos - Unisinos
Página no facebook
Ação pelos Direitos dos Animais  
dizyayala@gmail.com




Saiba mais sobre estes e outros temas no livro Uma Escolha pela Vida 
e faça você também um consumo consciente 
com maior qualidade de vida, respeito ao meio ambiente 
e às outras espécies que o dividem conosco.

Informações no link



terça-feira, 1 de novembro de 2016

Os direitos dos animais são hoje o maior assunto de justiça social, desde a abolição da escravatura.

Os direitos dos animais são hoje o maior assunto de justiça social,
desde a abolição da escravatura.

O mapa da paz está desenhado em uma ementa!
A Paz não é apenas a ausência da guerra, é a presença da justiça!
A justiça tem que ser cega à raça, cor, religião ou espécie.
Se ela não for cega, ela será uma arma de terror.
 Philip Wollen

Sabiam que existem no mundo mais que 600 milhões de vegetarianos e veganos?
Isso é mais do que os EUA, a Inglaterra, a França, a Alemanha, a Espanha, a Itália, o Canadá, a Austrália e a Nova Zelândia juntos!

Se nós fossemos uma nação, seríamos maiores do que os 27 países da União Européia.

"Apesar desta enorme pegada demográfica, ainda somos tidos como imperceptíveis pelas vozes estridentes dos cartéis da morte e da caça, que acreditam que a violência é a resposta, quando esta não deveria ser nem sequer a pergunta!". 

Philip Wollen já foi vice-presidente do Citibank e hoje dedica seu tempo e dinheiro à filantropia em defesa dos direitos dos animais. Financiou a produção do filme A Trilogia dos Terráqueos. Patrocinador de diversas ONGs, tais como: Greenpeace, Sea Shepherd, Wilderness Society, Lawyers for Animals. Seu principal projeto pessoal é a Casa da Bondade, (Winsome Constance Kindness). Saiba mais em http://acaopelosdireitosdosanimais.blogspot.com.br/2015/07/o-que-tem-dizer-o-homem-que-ja-foi-vice.html



Dizy Ayala
Blogueira, Revisora, Escritora, Vegana.
Defensora dos Direitos dos Animais, 
Formanda em Publicidade e Propaganda - 
Universidade do Vale do Rio dos Sinos - Unisinos
Página no facebook
Ação pelos Direitos dos Animais  
dizyayala@gmail.com


Saiba mais sobre estes e outros temas no livro Uma Escolha pela Vida 
e faça você também um consumo consciente 
com maior qualidade de vida, respeito ao meio ambiente 
e às outras espécies que o dividem conosco.

Informações no link